Maurão em ação: 459 remanescentes do concurso da PM iniciam curso de formação em novembro

26 de setembro de 2018

A Polícia Militar vai ganhar um reforço em seu efetivo, com a convocação dos 459 remanescentes do concurso de 2014, que estão sendo chamados para a inscrição no curso de formação, entre os dias 10 a 12 de outubro próximo, e iniciarão a academia no dia 05 de novembro. Essa convocação só foi possível porque a Assembleia Legislativa destinou recurso de seu orçamento, para o custeio do curso de formação.

Na manhã desta quarta-feira (26), o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), se reuniu no Quartel do Comando Geral, com o comandante geral da PM, coronel Ronaldo Correia, o subcomandante Rildo Flores e o capitão Marcelo Duarte Corrêa, responsável junto ao Governo pelo processo de chamamento dos remanescentes, quando foram anunciadas as datas de convocação dos remanescentes e o início do curso de formação.

“Foi um trabalho duro de todos os parlamentares, junto com o Governo, o comando geral e a secretaria de Segurança Pública, para que fosse possível essa convocação para a academia dos policiais militares, sendo 61 femininas e 398 masculinos. É um reforço importante no efetivo da PM, para dar mais segurança à população”, destacou Maurão.

A expectativa é de que os novos policiais integrem a tropa e passem a exercer suas atividades já no primeiro semestre de 2019. Maurão enfatizou o empenho dos deputados estaduais, ressaltando que o deputado Hermínio Coelho (PCdoB), destinou emendas individuais para garantir o custeio da academia, junto com a liberação de orçamento próprio da Assembleia, determinado pelo presidente da Casa.

Maurão e os deputados trabalharam pela prorrogação da validade do concurso da PM, atuaram pela convocação e destinaram recursos para a formação dos futuros policiais. Esse empenho também ocorreu para a convocação de mais bombeiros militares e policiais civis.

Mais trabalho

Em junho deste ano, os deputados estaduais aprovaram, por unanimidade, os projetos de iniciativa do Executivo, que asseguram a reestruturação da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, respectivamente de números 977/18 e 978/18. Com isso, as funções foram redefinidas e houve uma valorização do trabalho de toda a tropa, se refletindo num empenho ainda maior da força policial nas ruas.